Não perca essa oportunidade! Preencha e receba agora mesmo os preços e detalhes:
Eu li e concordo com os Termos de Uso e a Política de Privacidade

Ligue grátis de qualquer telefone ou celular:

0800 608 2130 11 9-9734-6584

Calázio tem cura? Confira os tratamentos

Saiba como são feitos os tratamentos que levam à cura do calázio!

Uma das lesões oculares existentes é o calázio, que consiste no entupimento da glândula de Meibômio, localizada nas pálpebras, devido a uma inflamação. O entupimento faz com que a secreção da glândula não consiga ser expelida naturalmente e endureça, formando um pequeno caroço sobre a pálpebra superior ou inferior.

Diferente do terçol, que, inclusive, é muito confundido com o calázio, esta lesão não é ocasionada por uma bactéria. Sua causa está associada a problemas dermatológicos, como acne rosácea e dermatite seborreica, ocasionada pelo excesso de oleosidade na face.

Se você tem algum nódulo (caroço) próximo dos olhos agende uma consulta com oftalmologista.

Por se tratar de uma inflamação em uma glândula sebácea, o problema tem fácil solução; veja como.

Calázio tem cura?

Sim, calázio tem cura. Normalmente, o caroço formado tende a secar espontaneamente entre duas e oito semanas. Porém, para acelerar o processo, o paciente pode realizar alguns tratamentos com medicamentos prescritos pelo oftalmologista, ou ainda, tratar com soluções caseiras e simples, desde que recomendadas por um oftalmologista.

Quais são os tratamentos do calázio?

Para tratar o calázio, um médico oftalmologista pode receitar ao seu paciente pomadas, colírios anti-inflamatórios e remédios que devem ser tomados via oral. O médico também pode indicar um tratamento caseiro e simples que é a aplicação de compressas com água morna sobre as pálpebras afetadas, até seis vezes ao dia, durante 10 minutos, aproximadamente, até que o caroço seque. Essa ação colabora para a drenagem do calázio porque a umidade e o calor ajudam a amolecer a secreção que está endurecida. O indivíduo ainda pode massagear levemente as pálpebras, sempre com as mãos limpas, acelerando ainda mais o processo de drenagem.

Também é possível ao paciente remover o calázio por meio de uma cirurgia. Em determinadas situações ela pode ser necessária, como quando o calázio não corresponde ao tratamento ou quando o paciente opta por esse tipo de remoção por conta do desconforto estético – o pequeno caroço pode ter aparência avermelhada e, às vezes, não ser tão pequeno assim, chamando a atenção das pessoas ao redor.

A cirurgia de calázio é prática com duração de 20 a 30 minutos. Consiste na aplicação de anestesia local, uma leve sedação e na remoção do nódulo pela pálpebra interna, o que evita que fique uma cicatriz aparente. Da mesma forma, a recuperação é tranquila, pedindo repouso absoluto do paciente operado nos primeiros dois dias, e repouso relativo nos demais dias, além da recomendação de não fazer exercícios intensos, como esportes e atividades com água. Todo o período de recuperação pode durar até 15 dias.

Como prevenir o calázio?

Como o calázio tem causa relacionada à oleosidade do rosto, o ideal é lavar a face diariamente, principalmente na região dos olhos, e sempre manter as mãos limpas, evitando colocá-las em contato com os olhos. Manter a aplicação de compressas mornas também ajuda a prevenir a recorrência do calázio, pois sua umidade e calor ajudam a manter as glândulas desobstruídas para, assim, a secreção sair naturalmente, como deve acontecer.

Onde fazer a cirurgia de calázio?

A Central da Visão negociou com suas clínicas afiliadas preços mais acessíveis para a consulta e a cirurgia de calázio. Para receber os preços clique aqui ou ligue 0800-608-2130.

Importante!

Esse texto busca sensibilizar os pacientes a buscarem tratamento oftalmológico. Só o médico oftalmologista é capaz de diagnosticar e indicar os tratamentos e/ou cirurgias mais indicadas. Texto revisado pela Dra.Bárbara Nazareth Parize Clemente, CRM SP: 169506, Título Especialista (RQE): 74181. Médica oftalmologista graduada pela Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde / PUC-SP, residência médica no Hospital de Olhos Aparecida, subespecialização pelo Instituto da Visão IPEPO.

Caso seja necessária alguma retificação desse conteúdo, por favor, ligue grátis para 0800-608-2130.

Clique e ligue grátis de qualquer celular: Ligue grátis: 0800 608 2130