Não perca essa oportunidade! Preencha e receba agora mesmo os preços e detalhes:
Eu li e concordo com os Termos de Uso e a Política de Privacidade

Ligue já e agende sua consulta:

0800 608 2130 11 9-7359-2935

Cirurgia de calázio: como funciona

Entenda quais são os procedimentos na cirurgia de calázio e qual a sua complexidade.

O calázio é uma doença oftalmológica que consiste em um nódulo na pálpebra do paciente, podendo existir na parte superior ou inferior do olho. O crescimento do nódulo se dá por causa do entupimento de uma glândula palpebral, chamada Meibômio. Desta forma, a secreção da glândula, impedida de sair, endurece e forma uma pequena elevação, que pode crescer com o tempo sobre a pálpebra do paciente, causando desconforto estético, coceira, vermelhidão e sensibilidade, principalmente à luz.

Entre os tratamentos possíveis da doença, a cirurgia de calázio é eficaz, pois remove por completo o nódulo formado, fazendo com que o olho do indivíduo volte ao normal. Saiba mais como é feito o processo cirúrgico para a remoção do calázio.

Cirurgia de calázio: como funciona?

Normalmente, a cirurgia de calázio é utilizada em último caso, pois, na maioria das vezes, a doença é resolvida em até dois meses por meio de tratamentos médicos que são suficientes para que a secreção seja diluída e o caroço desapareça. Apesar disso, pode acontecer do nódulo crescer demais e não apresentar uma boa reação aos tratamentos, sendo necessária sua remoção através da cirurgia.

O processo cirúrgico começa com a aplicação de anestesia local e sedação, que faz com que o paciente relaxe e adormeça levemente para não sentir o que será feito e, assim, os médicos cirurgiões retiram o nódulo por meio de uma incisão, que é feita por dentro da pálpebra e não deixa cicatriz aparente. Para finalizar, é colocado um curativo em forma de tampão.

Em geral, é uma cirurgia de calázio é rápida, com duração entre 20 e 30 minutos. Além disso, não é necessário que o paciente fique internado. Após o processo, ele deve permanecer em observação por uma ou duas horas na clínica ou hospital, mas logo é liberado para voltar para casa.

Cirurgia de calázio: como é a recuperação?

A recuperação da cirurgia de calázio envolve a aplicação de pomadas oftalmológicas e colírios, podendo incluir compressas de água fria sobre a região e analgésicos prescritos para aliviar a dor. Nos dois primeiros dias, é comum que o olho operado fique inchado, com hematomas, secreção e com a vista um pouco embaçada, porém, com o passar do tempo, o olho volta ao normal. Neste período, é recomendado que o paciente permaneça em repouso.

O repouso deve continuar durante a primeira semana, embora o indivíduo já possa fazer atividades leves, como trabalhar e estudar, desde que liberado pelo seu médico. Atividades muito intensas, como exercícios físicos e que envolvam água, devem ser evitadas, além do uso de lentes de contato e maquiagem. Durante o banho, também é preciso tomar cuidado para que a água, shampoo ou sabonete não entre em contato com o olho operado. Ao todo, o processo de recuperação é de 15 dias, aproximadamente.

Onde fazer a cirurgia de calázio?

Central da Visão negociou com suas clínicas afiliadas preços mais acessíveis para a consulta e a cirurgia de calázio. Para receber os preços clique aqui ou ligue 0800 608 2130.

Importante!

Esse texto busca sensibilizar os pacientes a buscarem tratamento oftalmológico. Só o médico oftalmologista é capaz de diagnosticar e indicar tratamentos e/ou cirurgias. Texto revisado pela Dra. Bárbara Nazareth Parize Clemente, CRM SP: 169506, Título Especialista (RQE): 74181. Médica oftalmologista graduada pela Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde / PUC-SP, residência médica no Hospital de Olhos Aparecida, subespecialização pelo Instituto da Visão IPEPO.

Caso seja necessária alguma retificação desse conteúdo, por favor, ligue grátis para 0800-608-2130.