Não perca essa oportunidade! Preencha e receba agora mesmo os preços e detalhes:
Eu li e concordo com os Termos de Uso e a Política de Privacidade

Ligue já e agende sua consulta:

0800 608 2130 11 9-9734-6584

Pterígio nos olhos tem cura?

O pterígio é uma doença que atinge os olhos e consiste na formação de uma camada carnosa na parte branca do olho (esclera), geralmente do canto interno, próximo ao nariz, que cresce em direção ao centro. Podendo chegar até a córnea, o pterígio pode afetar diretamente a visão do portador da doença, causando dificuldades para enxergar ou focalizar objetos.

Como a visão é afetada?

A pele formada pelo pterígio possui vasos sanguíneos, semelhante à conjuntiva, que é a membrana que cobre a esclera. Já a córnea é curva e completamente transparente, o que permite que a luz passe por ela e gere a visão. Quando o pterígio chega até a córnea, pode afetar a visão de duas maneiras:

  • Tirando a transparência da córnea, fazendo com que a visão fique embaçada, que é o caso do leucoma.
  • Modificando a curvatura da córnea, gerando a dificuldade para focalizar, que é o caso do astigmatismo.

Pterígio tem cura?

Embora a pele formada não regrida em seu crescimento, ou seja, ela não diminui, a cura é possível sim, através da exérese do pterígio, que é a sua remoção por processo cirúrgico. Além disso, há também tratamentos mais simples que aliviam os sintomas e visam evitar a progressão da pele, fazendo-a parar de crescer. Confira como é a cirurgia e demais tratamentos:

Exérese de pterígio (cirurgia de pterígio)

A exérese de pterígio é recomendada quando a pele formada já avançou bastante e chegou à córnea, comprometendo a visão do paciente. Ou também, quando o incômodo dos sintomas é tão grande que a qualidade de vida do portador é afetada. Geralmente, as cirurgias são práticas, durando cerca de 30 a 45 minutos, e com rápida recuperação. A exérese mais simples implica na retirada do pterígio e o não cobrimento da área afetada, deixando que ela se recupere sozinha. Já a técnica mais elaborada retira o pterígio e cobre a área afetada com um transplante de conjuntiva.

Lágrimas artificiais

As lágrimas artificiais são um tipo de colírio que lavam e lubrificam os olhos, de modo a hidratá-los e a recompor as camadas da lágrima. Sua utilização no tratamento de pterígio ajuda a aliviar a irritação ocular, como coceira e a sensação de areia nos olhos. Além disso, também previne o ressecamento, que é um dos fatores que contribuem para o crescimento da também chamada “carne de olho” ou “carne crescida”.

Colírios anti-inflamatórios

Esses tipos de colírios são mais agressivos contra a pele formada pelo pterígio, por isso são vendidos, em sua maioria, apenas com prescrição médica. Sua utilização é controlada e pode causar danos à visão caso sejam aplicados em maior quantidade ou por tempo maior do que o recomendado pelo oftalmologista.

Pterígio pode voltar?

Sim, o índice de pterígio recidivado, ou seja, que volta após o processo cirúrgico, ainda é alto, e por isso os métodos vêm sendo estudados e aperfeiçoados. Quando são feitas cirurgias simples (as chamadas “raspagens”), a recorrência (a volta do pterígio) é mais comum, com chances de 50% de volta. Já com a cirurgia mais elaborada, em que a área afetada é coberta, as chances de volta caem para menos de 25%. Caso a doença volte, é possível fazer uma nova cirurgia de pterígio.

A Central da Visão negociou com suas clínicas afiliadas preços mais acessíveis para a consulta e a cirurgia de pterígio. Para receber os preços clique aqui ou ligue 0800-608-2130.

Importante!

Esse texto busca sensibilizar os pacientes a buscarem tratamento oftalmológico. Só o médico oftalmologista é capaz de diagnosticar e indicar os tratamentos e/ou cirurgias mais indicadas. Texto revisado pela Dra.Bárbara Nazareth Parize Clemente, CRM SP: 169506, Título Especialista (RQE): 74181. Médica oftalmologista graduada pela Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde / PUC-SP, residência médica no Hospital de Olhos Aparecida, subespecialização pelo Instituto da Visão IPEPO.

Caso seja necessária alguma retificação desse conteúdo, por favor, ligue grátis para 0800-608-2130.

Ligue grátis: 0800 608 2130