Não perca essa oportunidade! Preencha e receba agora mesmo os preços e detalhes:
Eu li e concordo com os Termos de Uso e a Política de Privacidade

Ligue já e agende sua consulta:

0800 608 2130 11 9-9734-6584

Degeneração macular: o que é? Tem cura?

Entenda tudo o que você precisa saber sobre a degeneração macular.

A degeneração macular, também chamada de DMRI – Degeneração Macular Relacionada à Idade – é uma doença degenerativa que atinge a mácula, uma pequena parte central da retina, responsável pela visão de detalhes.

O principal fator de risco para a degeneração macular é a idade, com casos mais comuns entre pessoas com mais 60 anos, porém, também pode acometer pessoas em grupos de risco, como quem tem histórico familiar da doença, pessoas de pele e olhos claros, fumantes, obesos e pessoas que se expõem à luz solar com frequência sem a devida proteção.

Entenda o que é a degeneração macular e saiba quais os tratamentos para a doença.

O que é a degeneração macular

A mácula é uma pequena parte central da retina e tem como principal função a visão de detalhes. Com o passar da idade, uma degeneração pode afetar diretamente a mácula e, com isso, prejudicar a visão central do paciente.

Existem dois tipos de degeneração macular: a degeneração macular atrófica ou seca e a degeneração macular exsudativa ou úmida. Entenda cada uma delas.

Degeneração Macular Atrófica (Seca)

É a forma mais comum da doença, manifestando-se em cerca de 90% dos casos de degeneração macular. A DMRI seca ocorre quando há um acúmulo de proteínas e gorduras, formando o que chamamos de drusas. Essas drusas se colocam na camada celular da mácula e causam a sua degeneração.

A degeneração macular seca progride lentamente e costuma não ter muitos sintomas, principalmente quando apenas um olho sofre da doença. O olho saudável pode manter o paciente com boa visão por anos. No geral, é mais fácil identificar os sintomas da doença quando os dois olhos sofrem de degeneração macular seca.

Degeneração Macular Exsudativa (Úmida)

É uma forma mais rara da doença e corresponde a cerca de 10% dos casos. Ocorre quando vasos sanguíneos anormais e mais fracos se formam no fundo do olho. Esses vasos sanguíneos expelem fluidos e turvam a visão do indivíduo.

A degeneração macular úmida tem progressão mais rápida e agressiva, o que exige uma intervenção rápida e adequada a fim de evitar a perda da visão do paciente.

Degeneração macular tem cura?

Assim como as causas da degeneração macular, sua cura ainda não é conhecida. Hoje em dia já existem diversos estudos em andamento que buscam a cura da doença, mas, enquanto não é possível curá-la, a doença tem tratamento com vitaminas e, em parte dos casos, é possível diminuir a progressão da degeneração.

O acompanhamento com um médico oftalmologista é essencial para garantir o tratamento adequado para o tipo de degeneração macular de cada paciente, aumentando, assim, as chances de recuperação da visão.

Como prevenir a degeneração macular – DMRI

A melhor maneira de prevenir a degeneração macular é manter uma rotina com hábitos e alimentação saudáveis, incluindo na dieta frutas e hortaliças, não fumar e proteger-se adequadamente durante a exposição solar. Além disso, consultar-se regularmente com o médico oftalmologista pode te ajudar a prevenir ou identificar precocemente a doença.

Caso você apresente algum dos sintomas de degeneração macular, não deixe de procurar imediatamente um profissional oftalmologista para obter as orientações corretas. Lembre-se: quanto antes for tratada, mais rápido pode-se reduzir a progressão da degeneração macular.

Onde fazer o tratamento de degeneração macular?

A Central da Visão possui clínicas afiliadas em diversas cidades do Brasil com oftalmologistas especialistas em degeneração macular. Além disso, a Central da Visão negociou com suas clínicas afiliadas preços mais acessíveis para o tratamento de degeneração macular. Para receber os preços clique aqui ou ligue 0800-608-213.

Importante!

Esse texto busca sensibilizar os pacientes a buscarem tratamento oftalmológico. Só o médico oftalmologista é capaz de diagnosticar e indicar os tratamentos e/ou cirurgias mais indicadas. Texto revisado pela Dra. Bárbara Nazareth Parize Clemente, CRM SP: 169506, Título Especialista (RQE): 74181. Médica oftalmologista graduada pela Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde / PUC-SP, residência médica no Hospital de Olhos Aparecida, subespecialização pelo Instituto da Visão IPEPO.

Caso seja necessária alguma retificação desse conteúdo, por favor, ligue grátis para 0800-608-2130.

Ligue grátis: 0800 608 2130